domingo, 10 de maio de 2009

~~*Somos Frágeis*~~



"Achava que não podia ser mogoada;

achava que com certeza era imune ao sofrimento-

imune `as dores do espírito ou da agonia.

Meu mundo tinha o calor do sol de abril

Meus pensamentos,salpicados de verde e de ouro.

Minha alma em êxtase, ainda assim

conheceu a dor suave e aguda que só o prazer

pode conter.

Minha alama planava sobre as gaivotas

que, ofegamos, tão alto se lançando,

lá no topo pareciam roçar suas asas

farfalhantes no teto azul do ceú.

Como é frágil o coração humano-

um latejar,um frêmito-

um frágil luzente instrumento de cristal que chora

ou canta.

Então de súbito meu mundo escureceu

E as trevas encobriram minha alegria.

Restou uma ausência trite e doída

Onde as mãos sem cuidado tocaram ou destruíram

minha teia prateada de felicidade.

As mãos estacaram,atônitas.

Mãos que me amavam, choraram ao ver os detroços do

meu firmamento.

Como é frágil o coração humano-

espelhado poço de pensamentos.

Tão profundos e trêmulo instrumento

de vidro, que canta ou chora.

Sylvia Plath

Tradução de Mônica Magnani Monte

12 comentários:

Nany disse...

É lindo!!! Ainda não conhecia posmas da Silvia Plath...

Beijos minha amiga, beijos em seu coração!
Uma maravilhosa msemana para ti!

yehuda disse...

marido também poeta
insensível a dor imposta
a mulher e mãe dos filhos dele também, com forte tendência ao suicído ela o comete poupando os filhos deixando - os ao rigor do inverno de janelas abertas, o gás era só pra ela, imensa poeta

todos somos frágeis como ela, temos dores lacinantes, tirar sua própris vida é preciso de coragem

endless love disse...

oi vc me visitou e vim retribuir a visita.te convido a me visitar em meus outros blogs....te ofereço os awards de todos....

http://ritinhaleal.blogspot.com

http://mundodaritinhaleal.blogspot.com

Cadinho RoCo disse...

Porque somos mutantes é que também somos sensíveis às mudanças que acontecem em nosso viver.
Cadinho RoCo

Taliesin disse...

muito lindo o poema
adorei

tenha um lindo dia , minha querida
beijos

Valdemir Reis disse...

Olá obrigado por sua visita. Parabéns! Este espaço esta cada vez melhor. Bela publicação, belissimo poema, encantador, gostei, muito interressante. Confesso minha simpatia e admiração por seu talentoso e inteligente trabalho. Valeu ter passado aqui. Sinto-me feliz e honrado. Quero avisar que tem um “PRÊMIO” esperando por você lá no Blog, não demore! Aguardo por sua visita. Sinta-se em casa. O nosso imortal Piloto Ayrton Senna costumava dizer; "Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá." Grandioso sentimento. Honrado e feliz por sua amizade, desejo muito sucesso. Volte sempre! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Brilhe sempre. Um ótimo e proveitoso dia de trabalho, proteção, paz, saúde, alegria e muitas bênçãos. Que a presença Divina nos oriente e dê sabedoria para o nosso caminhar. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Georgio Rios disse...

Um poema fluidio os versos são em sua evolução uma musica linda,

Cadinho RoCo disse...

Em meio às navegadas eis que volto.
Cadinho RoCo

Daniel Savio disse...

Texto bonito, apesar dele apresentar um fato para superação...

Pois o que superação acaba dando vai ser a felicidade.

Fique com Deus, menina "Flor".
Um abraço.

Palma da Mão disse...

Só o caminho do nosso conhecimento nos permite continuar...mesmo correndo o risco de que nos magoem uma e outra vez, o sorriso trás-nos a força que vem dos muitos que nos fazem acreditar e dizem de uma forma muito simples estamos aqui:)
Tenho um miminho para ti no Mimus e Erectus, espero que gostes:)
saudades de te ler...
Beijinhos e uma semana cheia de luz
Liliana

Nany C. disse...

menina sumida!
estou sentindo falta dos teus textos...

beijos no coração!!

yehuda disse...

a flor deitou as petalas na escrivaninha?